O arrocha ganha um novo artista, que promete ser destaque no segmento, na Bahia. O cantor, compositor, produtor e multi-instrumentista Raffinha Oliver, baiano de Salvador, parte agora para lançar sua carreira. Curioso, estudioso e cheio de garra, Raffinha chega com o próposito de se tornar um dos nomes no estilo musical mais popular do estado. Com influências de diversos ritmos musicais, o cantor assumiu um jeito próprio, que promete fazer a diferença no arrocha baiano.

Com 15 anos, Raffinha comprou seu primeiro instrumento musical, um cavaquinho. Iniciou de maneira autodidata e, entre erros e acertos, dominou o instrumento e não parou mais. Depois disso, partiu para o violão. Se apaixonou pelos ritmos do pagode, sertanejo, forró, axé e lambada, mas as coisas não pararam por aí. Ainda na adolescência, montou uma banda de lambaxé (uma mistura de lambada com axé) com os amigos. Ela foi batizada de “Kantcheremô”, mas por falta de dinheiro e oportunidade, o projeto não foi adiante. Mas Raffinha não parou! Em paralelo à sua vida de engenheiro - sua formação acadêmica - ele hoje toca além do cavaquinho, violão, guitarra, baixo, teclado e bateria. Mesmo sem se apresentar para o grande público, Raffinha já tocou em bares e eventos. Também durante sua trajetória, ele acumula mais de 100 composições e agora quer finalmente se dedicar ao seu verdadeiro dom: a música. Se apaixonou pelo arrocha e pela música sertaneja e vem com tudo para se dedicar de vez à carreira musical. “Tudo começou como uma brincadeira, simplesmente pelo gosto de tocar e cantar. Mas agora a brincadeira vai virar coisa séria”, comenta Raffinha.

Raffinha Oliver inicia sua trajetória musical com o lançamento do seu primeiro EP, intitulado “Arrocha Aí”, totalmente autoral. O trabalho, que será lançado em breve, está dividido em dois volumes e o repertório será de melodias gostosas, cheias de romantismo e muita sofrência. O primeiro deles será dedicado à “sofrência” e ao romantismo; e vai trazer uma sequência de cinco canções, que serão disponibilizadas nas plataformas mês a mês. Já o segundo, terá músicas mais animadas e dançantes, que prometem coreografias que vão fazer a cabeça da galera.

--